• Capa get out
  • Pó Ruby Rose banner
  • Imagem 3
  • Banner
filmes-e-series category image
8 de novembro de 2016
Tem alguém aí querendo dica de filme de terror?
Nesse vídeo eu falo de 5 filmes de terror sobre extraterrestres que eu adoro e recomendo!
Se você já viu algum deles ou tem algum outro pra me recomendar, me conta nos comentários!

Compartilhe com os amigos:
3 Comentários

  • Filme “Hush” | Review/Crítica + Ficha Técnica
  • Review de “Quando as luzes se apagam” (Lights out)
  • Review Filme “Zootopia”
  • filmes-e-series category image
    23 de agosto de 2016
    Quer descobrir se o mais novo filme do senhor James Wan vale a pena ou não ser assistido? Dá o play!


    Compartilhe com os amigos:
    0 Comentários

  • Os 5 Piores filmes de terror dos últimos 5 anos
  • Tô vendo e amando: “Jane, the virgin” e “Under the Dome”
  • Filme “Annabelle”
  • filmes-e-series category image
    23 de março de 2016

    Hello!!
    Sim, você está no blog certo, e sim, eu fiz um review de um filme que NÃO é de terror!
    Não tive como não me apaixonar por Zootopia, assista ao vídeo e descubra o por quê.

    Compartilhe com os amigos:
    0 Comentários

  • Filme “A Autópsia de Jane Doe” | Review/Crítica
  • Wish list de filmes para 2015
  • Filme “Hush” | Review/Crítica + Ficha Técnica
  • filmes-e-series category image
    6 de outubro de 2015
    Heeello!!
    Enquanto aguardo ansiosamente pelo retorno de Game of Thrones e Pretty Little Liars, resolvi procurar outras séries para ver e, graaaaças a Deus, gostei das duas que comecei a ver e, ATÉ OS CAPÍTULOS ONDE ESTOU AGORA (que vou dizer lá em baixo), eu indico.
    Jane, the virgin
    Meu interesse pela série surgiu graças a um ator mexicano que eu amo, o Jaime Camil. Sigo ele no instagram e há um bom tempo ele vinha falando dessa série que estava fazendo, daí agora resolvi ver. A história é a seguinte: a Jane é uma menina que ~fez uma promessa~ à avó de que só perderia a virgindade depois do casamento. Por um acidente, a Jane é inseminada artificialmente pela ginecologista e engravida, sendo que ela tem um namorado. Agora pense: ela é virgem, tem namorado e está grávida de outro homem, já dá pra ver que daí só sai confusão né, hahahaha… E olha, ela é muito engraçada, de verdade me apeguei aos personagens. Eu obviamente não vou dar nenhum spoiler, mas poso dizer que, até aonde estou (terminei a primeira temporada, que por acaso também é até aonde a série foi, hahahaha), recomendo muuuuito! Ah, a segunda temporada já está pra começar, em 12 de outubro e eu já estou morrendo de ansiedade.












    Under the Dome
    Baseada em um romance de ficção científica do MESTRE Stephen King (<3), a série conta a história da redoma transparente que surgiu absolutamente do nada na cidade de Chester Mill, destacando a cidade do resto do mundo. Quem ficou lá dentro está doido pra saber de onde veio, porque veio e quando vai embora, mas as coisas não são assim tão fáceis..
    História interessante, né?! Também olha quem escreveu (puxa-saco), hahaha… Até aonde estou (comecei a segunda temporada agora), tem acontecido coisas bem surpreendentes (do jeito que eu gosto), do tipo gente que você nunca imagina que morreria, morre (estilo GOT). Não ouvi falar bem da terceira temporada, mas como gosto de ter minha própria opinião, vou ver até o fim. A série foi cancelada definitivamente esse mês, na terceira temporada. Não era pra terminar aí, mas pela baixa de audiência, terminou 🙁
    Essas duas séries tem estilos COMPLETAMENTE diferentes, mas estou amando as duas e recomendo de verdade! Coisa boa a gente tem que compartilhar, rs.
    Compartilhe com os amigos:
    2 Comentários

  • Terror antigo: Cemitério Maldito
  • Séries que estou assistindo no momento.
  • Os 5 próximos lançamentos do terror.
  • filmes-e-series category image
    29 de julho de 2015

    Não, eu não estava
    esperando taaaanto assim desse filme (não tanto quando estou esperando de
    “Canibais”, que vai ser bom demais <3), mas mesmo com as expectativas não tão altas, ele
    conseguiu me surpreender negativamente. Sim, é isso aí, “A Forca” não
    é um filme bom.

    Antes de ~meter o
    malho~
    no filme, vamos falar de algumas coisas que foram “boas”
    então. Por mais que o formato de falso documentário já esteja deixando os fãs
    de filme de terror de saco cheio, até que ficou ~legalzinho~ aqui, aquela troca
    de câmeras etc (quem viu o filme vai entender), mas nada inovador. Sequência e
    cenas de fácil entendimento também. Sinceramente, mais nada a dizer de bom,
    fiquei o tempo todo torcendo pro filme acabar logo.
    Aquele marketing todo
    do “Charlie, Charlie” foi extremamente necessário para atrair o
    público para ao filme, porque a história em si não parece tão interessante para
    quem lê a sinopse. A princípio, nem me pareceu tão clichê, mas ao longo do
    filme não tem nada de surpreendente, de surpresa mesmo são só os sustos. E por
    falar em susto, eles usaram e abusaram de sustos com barulhos altos, tática que
    foi realmente necessária pois a história em si não criava o suspense que
    precisava criar. Ponto negativo para o filme, essa necessidade de ficar dando
    sustos demonstra claramente a fraqueza na história (ou isso pode ter sido
    utilizado também para agradar quem gosta desse tipo de coisa, mas pra mim foi
    pela história fraca mesmo). 
    Pra quem gosta de filme de terror porque acha
    divertido tomar susto, ok, mas pra quem, como eu, curte muito mais a história
    em si e o suspense criado em cima dela, não vai gostar.
    Quanto aos atores,
    eles são novatos, e a gente consegue perceber isso. Não é que eles sejam
    ruiiiiiins, mas ele não conseguem criar o clima tenso que deveriam. Uma
    curiosidade em relação aos atores é que eles usaram seus próprios nomes no
    filme.
    Eu já sou muito ruim
    pra gostar de final de filme de terror, tem que ser muito bom mesmo pra eu
    gostar, e não, esse final não foi bom, foi realmente ridículo com cenas finais
    totalmente desnecessárias. A única coisa “necessária” ali foi mostrar
    as fotos dentro da casa para entendermos (ou não, porque ainda assim ficou
    confuso) algumas coisas na história.
    Em relação a
    história, primeiramente preciso dizer: Mas que droga de ideia é essa da escola
    querer refazer uma peça que se tornou uma tragédia???? Isso foi forçar muito a
    barra para o filme acontecer, e de uma forma bem idiota. E Charlie meu amigo,
    você cresceu um pouquinho né, não sabia que depois que se morre, seu “corpo”
    se modifica. De resto, a história faz sentido, nada muito marcante, mas com
    ligações. Se antes eu já duvidava do que estavam dizendo de que o Charlie seria
    “o novo Freddy Krueger” (absurdo u.u) ou “o novo Jason”,
    agora muito menos. Não me leve a mal, ficou criativo, legalzinha aquela forca
    segurada pelo Charlie, mas pra chegar a ser um ícone do terror como Freddy ou
    Jason precisaria de muuuuuuito mais! Voltando à história, achei lenta para
    começar a acontecer as coisas legais.

    Sinceramente, eu
    esperava mais! Como a grande maioria dos filmes de terror recentes, a história
    não foi tão boa assim, ganhando pontos por se diferenciar  um pouquinho (mas só um pouquinho mesmo) de
    tantos filmes de possessão e casas mal assombradas que tem saído recentemente.
    Gostaram desse tipo
    de review sem spoiler? Dessa vez resolvi fazer assim, mas não garanto isso para
    os próximos filmes pois adoro falar de cenas específicas, rs.

    Beijinhos e até a
    próxima!
    Compartilhe com os amigos:
    0 Comentários

  • Dica de Série: “Lucifer” | Motivos para assistir
  • Séries que estou assistindo no momento.
  • Review Filme “Dominação” (Incarnate) – Crítica
  • filmes-e-series category image
    8 de julho de 2015
    Hello!!!
    Hoje vim falar daquele assunto que quase não gosto: filme de terror. E por falar em filme de terror, estou devendo o review de “Jessabelle” aqui no blog. 
    Não foram poucas as vezes em que mencionei aqui que tenho preferência por filmes de terror antigos, mas tem alguns que salvam, né? Nesse post vou dar pra vocês dicas de filmes de cada ano, um por ano, dos últimos 10 anos (sem contar 2015 ainda) que gostei e recomendo. Alguns estão na minha lista de favoritos EVER e outros coloquei por serem os ~melhorzinhos~ do ano, já que tiveram anos em que não saíram filmes de terror tão bons assim. Vamos lá então!
    2005 – A chave mestra (The Skeleton key)
    Sinopse: Caroline Ellis (Kate Hudson) é uma jovem que acompanha doentes terminais, com o objetivo de juntar dinheiro para poder cursar a escola de enfermagem. Em um de seus trabalhos ela aceita acompanhar um senhor inválido, Ben Devereaux (John Hurt), que mora com sua esposa Violet (Gena Rowlands) em um terreno isolado na cidade de Nova Orleans. O local é famoso pela quantidade de cerimônias místicas lá realizadas, mas Caroline não acredita nestas crendices. Ben sofreu um derrame recentemente, que o deixou praticamente paralisado e mudo. Para que Caroline possa percorrer a casa à vontade, Violet lhe entrega uma chave mestra que abre todas as portas. Porém em suas andanças ela encontra uma porta escondida, localizada atrás de uma estante e no fundo do sótão. Caroline abre a porta com a chave mestra e lá encontra várias antiguidades, espelhos que foram retirados de todos os demais cômodos e ainda artefatos aparentemente ligados à prática de algum tipo de magia.
    Esse aqui é aquele “ótimo tudo”, ótima história, ótimos atores, ótimo suspense (…) Eu adoro esse filme, só fiquei muito frustrada com o final, hahahaha (quem viu vai entender). Mas não entenda mal, o final é ótimo, só não é lá um final muito feliz, porém é no estilo de finais que eu amo, finais surpreendentes. Estou sentindo que se eu continuar a falar, vai rolar uns spoilers, então vou parar por aqui!
    2006 – Terror em Silent Hill 

    (Silent Hill)
    Sinopse: Rose (Radha Mitchell) é uma mulher atormentada, já que sua filha Sharon (Jodelle Fernand) está morrendo de uma doença fatal. Contrariando seu marido, Rose decide levá-la a uma cidade que sempre menciona em seus sonhos quando está sonâmbula. No caminho para encontrá-la Rose atravessa um portal, que a leva à cidade deserta de Silent Hill. Lá Sharon desaparece, o que faz com que Rose procure a menina por todos os lugares. É quando Rose descobre que a aparente cidade deserta é na verdade habitada por criaturas demoníacas, que surgem de praticamente todos os lugares em que toca.
    Acho que não vale repetir o mesmo comentário do filme anterior, né? Hahahahaha… Ótima história, ótima mesmo, totalmente estragada por Silent Hill 2 – Revelation, infelizmente. Sinceramente não recomendo o 2 de forma alguma, além de toda polêmica e atraso pra chegar no Brasil, ficou uma droga (falo mesmo). Mas o 1 vale suuuuuuuuuuuper a pena, assista SIM!
    2007 – 1408
    Sinopse: Um promissor romancista, Mike Enslin (John Cusack), resolveu enveredar por outro caminho e escrever livros que investiguem fenômenos paranormais. Enslin nunca presenciou realmente algum destes fatos, então fica difícil obter credibilidade. Além do mais Mike é totalmente cético, pois até hoje não encontrou evidências de que exista vida após a morte. No entanto decide ir até Nova York e se hospedar no Dolphin Hotel, mais exatamente no quarto 1408, que tem fama de ser habitado por espíritos malignos. O gerente do hotel, Gerald Olin (Samuel L. Jackson), o avisa que 56 mortes já ocorreram neste quarto, mas Mike está decidido a conferir se sua fama está condizente com a verdade.
    Gente, eu sou completamente apaixonaaaaaaaaada por esse filme *_* Também né, baseado em uma história de quem??? Do DIVO Stephen King <3 Então já posso pular a parte de que a história é simplesmente perfeita. Ah, ele tem final alternativo, mas ambos são bons. Esse aqui seria simplesmente impossível não estar na minha lista.
    2008 – Uma chamada perdida

    (One missed call)

    Sinopse: Diversas pessoas recebem mensagens via celular sobre seus últimos momentos de vida. Embora as mensagens possam ser deletadas, seus números crescem cada vez mais. Após testemunhar a morte de dois amigos com poucos dias de diferença, Beth Raymond (Shannyn Sossamon) está traumatizada. Ela sabe que ambos receberam as tais chamadas, que descreviam exatamente como seriam suas mortes. Entretanto a polícia não acredita nela, achando que Beth está perturbada. A única pessoa que crê no que ela diz é o detetive Jack Andrews (Edward Burns), cuja irmã faleceu num acidente parecido com o ocorrido com os amigos de Beth.

    Baseado no filme japonês “Chakushin Ari” (asiáticos sempre arrasando nos filmes de terror), esse aqui não é um dos meus maiores amores do terror, mas dos filmes de 2008, esse é o único que digo que é legal de ver. A história é legal por ser um pouquinho diferente, em meio a tantos filmes com histórias tão parecidas, como os de casas mal assombradas.

    2009 – Evocando espíritos

    (The Hautins in Connecticut)
    Sinopse: Quando Matt (Kyle Gallner), filho de Sara (Virginia Madsen) e Peter Campbell (Martin Donovan), é diagnosticado com câncer, toda a família precisa se mudar para um local mais próximo da clínica onde realizará seu tratamento. Aos poucos Matt apresenta sintomas estranhos, tendo uma súbita mudança de comportamento. Ao pesquisar o passado da nova casa, Sara e Peter descobrem que ela fora um centro de pesquisas que procurava algo além do que o simples contato com espíritos.
    Só de ouvir a musiquinha dele no trailer já dá pra saber que o bicho pega! Adoro essa musiquinha, se encaixou de forma simplesmente perfeita no filme (clica aqui pra saber de que musiquinha eu estou falando, aos 0:44). História e desfecho muito bons, recomendo sempre! E não, eu não gostei do 2 como do 1, simplesmente desconsiderei como sequência.
    2010 – Demônio (Devil)
    Sinopse: Cinco pessoas que nunca se viram ficam presas num elevador de um arranha céu comercial. Enquanto rumavam para seus respectivos andares, algo acontece e ele para no meio do caminho. E o que para muitos já seria motivo de tensão, piora ainda mais porque estranhos e violentos acontecimentos começam a surgir dentro do pequeno espaço. Alguém ali dentro não é quem aparenta ser. O medo e a maldade tomam conta do local e do lado de fora, ninguém conseguie arranjar um jeito de ajudá-los. (RC)
    História que te prende de verdade, adoreeeeei!!!! Suspense ótimo e a curiosidade vai longe pra saber quem está fazendo aquilo tudo, e no final é quem você menos espera. Final muito muito bom mesmo, RECOMENDADÍSSIMO!
    2011 – Apollo 18
    Sinopse: Oficialmente, a Apollo 17 foi a última missão tripulada à Lua, tendo sido lançada em 17 de dezembro de 1972. Só que, um ano depois, foi enviado ao satélite uma missão sigilosa, a Apollo 18, financiada pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos. Apenas dois astronautas foram enviados e ambos não sabiam o que estavam por enfrentar. Quando um deles encontra um capacete rachado em pleno solo lunar eles percebem que há algo de errado ali.
    Não, não está na minha lista de filmes favoritos ever, mas dentro os filmes de 2011, esse aqui é o que mais gostei. História interessante, final legalzinho, gostei do final adivinha porque…. inesperado. O filme é legal sim e recomendo, só não está naqueeeeela lista.

    2012 – A mulher de preto (The Woman in black)

    Sinopse: Arthur Kipps (Daniel Radcliffe) foi enviado por seu escritório para regularizar os documentos de uma mansão abandonada, próximo a um vilarejo, cujas crianças morrem misteriosamente de tempos em tempos, sem que ele soubesse de nada disso. Quando começa a ter uma série de visões sinistras durante a execução de suas tarefas, inclusive uma de uma mulher vestida de preto, ele descobre que existe algo relacionado ao passado daquele local e decide investigar, provocando a ira dos moradores e a morte de mais vítimas. Agora, só o tempo para dizer se o seu instinto paternal irá ajudar a resolver esse perigoso e grande mistério.

    Gente, que droga foi escolher algum filme de 2012 pra indicar, sério, só saiu merda nessa ano! Hahahahahaha, posso falar aqui uma infinidade de filmes horríveis que saíram nesse ano, “A mulher de preto” foi o melhorzinho, mas não quer dizer que seja booooooom. Também achei esse interessante por ter uma história mais diferente e um final um pouco inesperado. Não é excelente, mas vale assistir.

    2013 – Invocação do mal (The

    Conjuring)
    Sinopse: Harrisville, Estados Unidos. Um casal (Ron Livinston e Lili Taylor) muda para uma casa nova ao lado de suas cinco filhas. Inexplicavelmente, estranhos acontecimentos começam a assustar as crianças, o pai e, principalmente, a mãe. Preocupada com algumas manchas que aparecem em seu corpo e com uma sequência de sustos que levou, ela decide procurar um famoso casal de investigadores paranormais (Patrick Wilson e Vera Farmiga), mas eles não aceitam o convite, acreditando ser somente mais um engano de pessoas apavoradas com canos que fazem barulhos durante a noite ou coisas do gênero. Porém, quando eles aceitam fazer uma visita ao local, descobrem que algo muito poderoso e do mal reside ali. Agora, eles precisam descobrir o que é e o porquê daquilo tudo acontecendo com os membros daquela família. É quando o passado começa a revelar uma entidade demoníaca querendo continuar sua trajetória de maldades.
    Grande parte de quem está lendo este post conhece esse filme, ficou mais conhecido por causa de “Annabelle” (tem review aqui

    ), que veio depois. O filme começa falando da boneca, o que deu a impressão de que o filme todo seria sobre ela, deixando assim as pessoas curiosas em relação a isso, o que fez com que surgisse o filme falando só sobre a boneca. Particularmente, quando vi o filme no cinema e vi que a história não seria sobre a boneca fiquei chateada, mas quanto à história do filme MESMO, eu gostei, não é nada super diferente, uma história basicamente comum, mas é legal, principalmente alguns sustos, que é o que mais chama a atenção no trailer.

    2014 – Assim na terra como no


    inferno (As above, so below)
    Sinopse: Um grupo de arqueólogos está em busca de um tesouro perdido e, para isso, explora o desconhecido labirinto de ossos nas catacumbas abaixo de Paris. Aquela região, conhecida como a cidade dos mortos, revela um segredo que mexerá com a psique humana de modo que os demônios pessoais de cada um voltarão para assombrá-los.
    Uma palavra resumo esse filme pra mim: amor. Mas não é pouco amor não, é MUITO amor mesmo. Não pense duas vezes, veja esse filme, sério, se você gosta de filmes de terror, e até mesmo se não gosta, veja esse filme. Ele não chegou a vir para os cinemas aqui do Brasil, o que me deixou muuuuuuuito chteada na época, porém assisti. História genial, final do tipo ~blow you mind~, simplesmente SENSACIONAL, não tinha nem como não ter review dele aqui, né? Pois tem, clica aqui

    , e já vou adiantando que a nota que de pra ele foi 9,8, a maior nota que já dei pra um filme “recente”.

    Como vocês já sabem, meus favoritos são os clássicos, mas se eu ficar só com eles na cabeça não assisto mais nada, tenho que dar uma chance aos mais recentes também, e vocês viram aqui que alguns deles valeu bastante ter dado a chance. Se alguém aí achar que algum filme, de algum desses anos que falei, foi melhor do que o filme que indiquei, não deixei de dizer aqui nos comentários, adoro falar sobre isso!

    Até a próxima! =)

    Fotos e sinopses: Adoro cinema 

    Compartilhe com os amigos:
    4 Comentários

  • Filme: "O garoto da casa ao lado"
  • Dica de Série: “Lucifer” | Motivos para assistir
  • Crítica ao final da série Bates Motel
  • filmes-e-series category image
    8 de maio de 2015
    Hello!!!
    Tem tempo que não falo dessa maravilhas chamadas filmes de terror aqui no blog né? O motivo é o mesmo de eu ter diminuído o número de posts, o mesmo de eu não estar mais dormindo muito e o mesmo de eu estar ficando mais pirada do que eu já sou: monografia. Parece que essa coisa não acaba nunca, hahahahaha… mas falta bem pouquinho, daí vou encher o blog de coisas legais o/ Mas voltando ao assunto, quando o assunto é estreia de filme de terror, estou ligada automaticamente, é muito amor envolvido! Sempre tento ir nas estreias, mas as distribuidoras tem essa linda mania de adiar ou até mesmo cancelar as estreias dos filmes de terror aqui no Brasil, como é o caso de alguns que vou falar agora. Esses não são os únicos filmes de terro que estão para serem lançados, vou falar desses pois são os que estão em mais destaque.
    Poltergeist

    Sinopse: Uma família é perseguida por fantasmas quando passa a morar numa casa construída sobre um terreno assombrado.

    (Sinopse e poster retirados do site Adoro Cinema)


    Data de estreia: 21 de Maios de 2015. 
    (De acordo com o site da Kinoplex)

    Remake do clássico de 1982, Poltergeist vai para aos cinemas em 3D. Não sou assim tão dã de remakes (principalmente do remake de ‘A hora do pesadelo’, tenho um ódio mortal por esse remake), mas vejo porque ainda tenho alguma esperança de que eles consigam trazer a magia do filme original acrescida de efeitos que antigamente não se tinha. Era pra ficar, supostamente, melhor, mas entre muitos remakes x originais, eu prefiro os originais. Quanto à estreia, desanimei um pouco pelos comentários que ouço, mas se tratando de terror, e ainda mais de um clássico, eu não perco de jeito nenhum né?!

    A Centopéia Humana 3

    Sinopse: O carcereiro Bill Boss (Dieter Laser) precisa lidar com problemas como rebeliões, rotatividade profissional e a falta de reconhecimento do governador (Eric Roberts) em sua atividade de liderar um grande presídio americano. Vendo que Boss não tem nenhuma perspectiva de resolver esses problemas, Dwight (Laurence R. Harvey), seu braço-direito, surge com uma ideia capaz de revolucionar o sistema penitenciário americano: a criação de uma centopeia humana de 500 pessoas.
    (Sinopse e poster retirados do site Adoro Cinema)

    Data de lançamento: 22 de maio de 2015.

    O que dizer desse filme que mal estreou mas já está todo mundo morrendo de nojo??? Hahahahaahaha.. Gente, os filmes dessa série são pra quem tem um estômago fortíssimo, ainda mais nesse, que eles alopraram geral.. 500 pessoas ligadas, WTF??? Há quem questione classificar o filme como ‘terror’, mas eu, sinceramente, não consigo pensar em algum outro gênero pra classificá-lo. Não cheguei a ver o 2, não tive muito interesse, só vi o 1 mesmo, mas estou pensamento se vejo e faço resenha dele antes de sair o 3 (porque esse eu com certeza verei), que COM CERTEZA não sairá nos cinemas aqui no Brasil porque obviamente não vai ter um grande publico para assistir. Esse PELO MENOS é o ultimo da série, afinal, quantas pessoas mais eles iam querer ligar se tivesse um 4 né?! Dia 22 desse mês estreia nos cinemas americanos, será que vai render um público bom?

    Jessabelle 


    Sinopse: Após sofrer um acidente automobilístico, Jessie (Sarah Snook) é forçada a retornar para a casa do pai, onde tenta lidar com suas pernas imobilizadas. Ela ainda terá de enfrentar a fúria de um espírito, chamado Jessabelle, que pode ter relação com as circunstâncias misteriosas de seu nascimento.
    (Sinopse e poster retirados do site Adoro Cinema)

    Data de estreia: 18 de Junho de 2015.

    Depois de ter a estreia adiada duas vezes (ou três, sei lá), agora acho que finalmente sai. Não sei porque, mas não fui “com a cara” desse nome, gostei da história, me pareceu interessante, mas desse nome eu não gostei nada. Acho que talvez não tenha ficado legal esse nome como o nome mesmo do filme, não sei, sei que não gostei ‘-‘ Talvez também porque me lembre ‘Annabelle’, que eu fique mil anos aguardando ansiosa e nem foi tão bom quando eu esperava (tem review dele aqui). Ao mesmo tempo que achei a história desse filme interessante, fiquei com um pé atrás (será por causa do nome?), pensando se esse é mais um daqueles filmes que a gente vê o trailer, acha que vai ser muito bom e na hora é uma droga. Enfim, vamos aguardar porque falta só mais 1 mês pra estreia.

    Canibais

    Sinopse: Um grupo de ativistas americanos decidem ir até a Amazônia para tentar proteger uma tribo que está desaparecendo. Durante o percurso, o avião sofre problemas e eles caem no meio da selva.  Eles são resgatados e presos como reféns da tribo que desejavam salvar.
    (Sinopse e poster retirados do site Adoro Cinema)

    Data de estreia: 25 de junho de 2015.

    Mais um filme que foi beeeeem adiado, aiai… tomara que a data informada no site da Kinoplex esteja certa, mas a Paris Filmes informou a data de 2 de julho, só pra embolar minha cabeça e eu não entender mais nada. 
    Tenho preferência por filmes de terror sobrenatural à filmes de assassinato/violência, mas estou dooooooooooooooida pra ver esse aqui e sei que muita gente também está. O filme é um remake de Holocausto Canibal, aquele filme SUPER polêmico de 1980. Foi polêmico porque o diretor Ruggero Deodato foi acusado (e preso!) de que os atores foram realmente mortos nas filmagens, imagina só! Depois ele foi inocentado, mas na época o filme foi proibido em vários países. Esse é daqueles que faço questão de ir na estreia, estou muito muito muito ansiosa!!!

    Atividade Paranormal 5

    Sinopse: Quinto episódio da saga Atividade Paranormal, que foca no terror passado dentro de uma casa, através de aparições sobrenaturais. O filme vai explorar mais uma vez o estilo “found-footage”, ou seja, as imagens amadoras que são apresentadas como reais.
    (Sinopse e poster retirados do site Adoro Cinema)

    Data de estreia: 23 de outubro de 2015.

    Preciso dizer que esse é outro que adiaram a estreia? Pois é, falei em um post aqui no blog há meses atrás sobre a estreia de ‘Atividade Paranormal 5’ e cooooomo eu estava ansiosa, daí eles mudaram a data. Ia ser dia 13 de março, mas foi adiada para dia 23 de OUTUBRO. Sim, outubro –‘ Só pra sacanear os fãs do terror, né?! Em relação aos filmes anteriores da série, minha presença foi feita em todas as estreias e nessa vou manter a tradição! Só espero que eles não comecem a dar a louca com a história e começar a inventar coisas idiotas só pra render outros filmes.

    – Sem trailer ainda – 

    Como eu disse no início do post, tem mais filmes que vão sair sim, eu quis colocar aqui os que ganharam mais destaque tanto na mídia quanto pra mim. Os que eu for vendo, vou fazendo os reviews que tanto adoro fazer <3 Torcendo aqui pra todos terem boas notas!!!

    Compartilhe com os amigos:
    1 Comentários

  • Filme “7 Desejos” (Wish Upon) | Review/Crítica
  • Filme “Fragmentado” (Split) | Review/Crítica
  • Séries que estou assistindo no momento.
  • filmes-e-series category image
    31 de março de 2015
    Foto: assistirfilmesonline.club


    Título original: The boy next door.

    Sinopse: Após ser traída pelo marido, a professora Claire Peterson (Jennifer Lopez) está em vias de se divorciar. Ela vive sozinha com o filho adolescente, até perceber que um jovem acaba de se mudar para a casa ao lado. O sedutor Noah Sandborn (Ryan Guzman) rapidamente oferece ajuda nas tarefas da casa e se torna o melhor amigo do filho de Claire. Aos poucos, o vizinho passa a seduzi-la, levando a uma noite de amor entre os dois. No dia seguinte, a professora está decidida que tudo foi apenas um erro, mas Noah não pretende abandoná-la tão cedo. O caso de amor torna-se uma perigosa obsessão.
    (Sinopse retirada do site Adoro cinema)

    Quem viu minha wish list de filmes no começo do ano (aqui) viu que eu me interessei por esse filme apesar de não ser terror. O interesse surgiu por causa da história mesmo e pelo fato de parecer um suspense, apesar de eu não conseguir definir um gênero específico pra esse filme. Alguns sites dizem thriller, outros suspense (sim, tem diferença que eu saiba!)
    Não consegui fazer um texto sem spoiler :(, então só leia se você já viu o filme!
    Primeiramente, achei algumas coisas rápidas demais, como por exemplo a “chegada” do Noah e e também ele já ter se mostrado obcecado pela Claire desde já, acho que ele tinha que ir mostrando esse lado obscuro dele mais aos poucos, ela não se deixou enganar por ele, ele estava o tempo todo dando sinais de que era completamente pirado. Outra coisa muita rápida, a volta da Claire com o “ex marido”, afinal, o filme já começa mostrando o trauma dela de ter sido traída, como que ela volta assim? Seria isso pra forçar a situação de ciume do Noah?!
    E essa ressaca moral da Claire? Repentina, né?! Passou uma noite e simplesmente sumiu toda a atração que ela sentia pelo Noah?! Afinal, a câmera mostra muito bem ela de olho nele o tempo todo, então ela tinha sim um interesse nele.
    Foto: http://www.adorocinema.com/
    Sei que o Noah tem ~sérios probleminhas~, mas não era pra ele estar tentando conquistar a Claire?! Se ele era obcecado por ela, porque fazia coisas que ele sabia que afastariam ela dele? Algumas coisas são justificáveis, ok, ele tenta ameaçar ela pra ficar com ele, coisa de gente doida mesmo, mas outras como tentar matar o filho dela, WHAT??!! No que isso iria ajudar ele a ficar com ela??? Uma coisa era ele querer matar o MARIDO dela, outra totalmente diferente é o filho, que em tese não iria interferir em nada no relacionamento deles. Acho que isso foi forçar a barra de psicopata do Noah.
    A palavra certa pra cena das fotos na sala de aula: agonia. Eu fiquei o tempo todo achando que ela não ia conseguir esconder todas aquelas fotos a tempo, e nem parecia também que tinha lugar pra tudo aquilo, foi uma das melhores cenas.
    Gostei do suspense mais pro final, foram as partes que mais me prenderam no filme, começando de quando ela descobre o quarto cheio de fotos dela, foi uma surpresa interessante o fato dele ter ido pra casa da Vicky ao invés de pegar a Claire no flagra como todo mundo estava esperando. Legal também a cena em que ele aparece conversando com a Vicky, com a câmera mostrando o rosto dele e ela de costas, você fica se imaginando se ele está viva ou morta. Eu imaginei que ele estivesse conversando com ela morta (mente de fã de filmes de terror).
    Foto: www.cinepolis.com.br
    Minha nota pro filme não foi das melhores muito provavelmente porque eu esperei demais do filme (não faça isso, ainda mais hoje em dia que é raro sair um filme realmente bom). Ah, e em alguns momento não gostei da atuação da Jennifer ‘-‘ 
    Nota: 6
    Alguém aí deu uma nota melhor?
    Compartilhe com os amigos:
    2 Comentários

  • Terror antigo: Cemitério Maldito
  • Séries que estou assistindo no momento.
  • 10 anos e 10 filmes: 10 filmes de terror dos últimos anos que recomendo.
  • filmes-e-series category image
    17 de março de 2015



    Título original: The Lazarus Effect
    Sinopse: Um grupo de pesquisadores coordena um projeto ambicioso, buscando ressuscitar pessoas logo após a morte. Espera-se que um experimento deste nível seja efetuado por grandes cientistas, em um laboratório equipado, mas no caso deste filme de terror, o grupo é composto por quatro jovens, visivelmente amadores e imaturos, que passam o dia presos em um micro laboratório enquanto fumam, bebem, fazem piadas e deixam uma adolescente anônima entrar no local e filmar os testes secretos. Logo, o grupo cria um soro milagroso, capaz de trazer animais de volta à vida.

    (Sinopse retirada do site Adoro cinema)

    Não, eu não fui assistir esse filme com grandes expectativas, e que bom, porque eu teria me decepcionado! Como todo filme de terror que estreia, eu tenho essa grande necessidade de ir ver, e olha, foi complicado achar um cinema que estivesse com esse filme em cartaz. Também tentei baixar, mas não achei, pra vocês verem como o filme é requisitado, hahahahaha.
    A ideia do filme é legal, foi por ela que eu me interessei, até porque o trailer não mostra graaaaandes efeitos especiais e blábláblá (que no próprio filme são toscos). Acho que a história podia ser desenvolvida de uma forma melhor. Me peguei pensando algumas vezes no filme: “Estou vendo ‘Lucy’ ou ‘Renascida do inferno’?”, essa é a impressão que dá algumas horas. Quanto aos efeitos, não, eu não gostei nem um pouco, eles exageraram algumas horas, e esse exagerado ficou com uma qualidade ruim (não sei se deu pra entender o que eu quis dizer).


    Como não consegui baixar o filme, não vou poder colocar fotos/prints das minhas cenas favoritas (ou das piores), mas vou falar delas, então….









    SPOILER ALERT

    Gente, o que são aquelas mortes???? Esperava muito mais PELO MENOS das mortes. Já não gostei da morte do Niko porque deu pra ver claramente que o armário não se torceu todo a ponto de esmagar ele do jeito que eles queriam mostrar, com aquele tanto de sangue escorrendo (não que eu tenha visto, pelo menos). Minha maior decepção foi a última, a mulher tem todo o poder do mundo e mata a Eva com uma estaladinha de pescoço???!!! Pelo amor de Deus –‘ Aquele era o momento mais tenso do filme, era uma situação perfeita pra fazer algo grande, mas não, quebrou o pescocinho e pronto. A morte do Clay não foi legal, mas fez sentido, Zoe sempre proibiu ele de fumar dentro do laboratório, fazer ele morrer engasgado com o cigarro foi bem sem graça, mas “combinou”. A morte que mais teve graça foi do Frank, e olha que ela nem teve graça, hahahahaha….

    Quanto à história, achei muito idiota a Zoe ser condenada ao inferno por um erro que cometeu quando CRIANÇA e que passou a vida toda tentando consertar, isso pra mim foi muito exagerado. 
    E no final, o que fez a Eva pensar que fazendo a Zoe criança abrir a porta ia resolver alguma coisa?? Ela já tinha morrido e voltado, não ia servir de NADA, foi totalmente inútil, eles erraram nessa parte também! 

    Outra coisa que achei bem idiota é a cena em que a Zoe, já “possuída” , injeta mais soro ainda nela mesma, gente, qual a necessidade disso? Afinal, o poder dela é atrelado ao fato dela estar possuída ou é o soro? Isso ficou confuso!!

    Bem, não vou dizer que o filme é péssimo mas também não vou dizer que é bom. Eu não veria de novo, acho que isso define bem.

    Nota: 5,5

    Compartilhe com os amigos:
    2 Comentários

  • Filme “Fragmentado” (Split) | Review/Crítica
  • Trilha da pedra da Gávea.
  • Filme: 50 tons de cinza.
  • filmes-e-series category image
    24 de fevereiro de 2015

    Hello!!

    Estranho me ver falando sobre um filme que não seja de terror né? Principalmente se tratando de um romance (ODEIO filmes de romance), mas queria ficar por dentro dessa história que ficou tãaaaao famosa.
    Então vamos lá,
    Gostei muito da trilha sonora, confesso que as novas versões das músicas da Beyonce me influenciaram bastante a ver o filme, e elas se encaixaram muito bem com as cenas em questão.

    Ah, e a fotografia é ótima também! Fotografia e trilha sonora foram pontos que eu gostei bastante.
    Não li o livro (somente algumas páginas, e mesmo tendo lido pouquíssimo pude ver que as cenas eram realmente bem fiéis), então se você é fã da trilogia, vai gostar do filme! Não sei se é assim no livro, mas isso da Anastasia ficar mordendo o lábio O-TEMPO-TODO é irritante, toda hora aparece essa mulher mordendo o lábio, meu Deus!! Isso pra mim ficou exagerado, o número de vezes em que ela aparece fazendo isso.
    Foto: http://acritica.uol.com.br/
    A atuação da Dakota (Anastasia) é boa, mas achei algumas cenas um pouco forçadas/exageradas, o que pode não ser falha na atuação dela, mas simplesmente o jeito da personagem. Nas cenas de nudez ela se jogou totalmente e sem vergonha.
    Achei o Jamie bom para o papel de Christian, só não foi tãaaaao convincente assim seu interesse pela Anastasia na hora da entrevista, digo, não ficou muito claro o que o fez ficar interessado nela. 
    Sim, eles tem sintonia, mas nada surpreendente, até porque as vezes achei a Anastasia um pouquinho sem expressão com ele, mas como já disse, isso pode ser da personagem e não má atuação.
    Foto: http://www.joaoalberto.com/
    Quanto ao famoso quarto vermelho, eu sinceramente esperava mais, algo que me fizesse ficar de boca aberta. Não que o quarto tenha ficado ruim, simplesmente não me surpreendeu. Quanto às cenas de sexo, nada exagerado, quentes, mas não pornográficas, já esperava que fosse assim. Pra uma mulher tão tímida e virgem, Anastasia pareceu bem desinibida nessas cenas.
    O final me matou, na hora não acreditei que acabou daquele jeito. Sei que tem continuação, mas esse final foi um balde de água fria em cima de mim, que não li o livro. É como meu namorado disse na hora, “O filme teve início, meio e meio”, hahahahaha..
    Não fui pro filme com expectativas muito altas, afinal, filme de romance não é bem minha praia, então não sai de lá decepcionada, achei legal, não é ruim assim como algumas pessoas estão dizendo ser. 
    Nota: 7,5
    Já viu o filme? Qual nota você deu?
    Compartilhe com os amigos:
    1 Comentários

  • Trilha da pedra da Gávea.
  • Review Filme “Dominação” (Incarnate) – Crítica
  • 10 Estreias do terror para 2017